Conectividade universal

15/06/2021

Recife deve se tornar uma cidade global, através de um território preparado para as transformações culturais, tecnológicas e econômicas do século XXI, sendo porto para importar e exportar produtos, serviços e conhecimentos de última geração. Para isso, o Recife necessita focar na educação de alto impacto, da primeira infância à pós-graduação, passando pela formação integral em competências para ação e com foco nos objetivos do desenvolvimento sustentável da cidade. Experiências de desenvolvimento territorial baseadas na economia do conhecimento, como o parque tecnológico Porto Digital, devem se espalhar pela cidade e levar oportunidades de desenvolvimento local de forma descentralizada e fluida em toda a cidade, com novos parques e novos temas. A nossa cidade deve ter um ambiente regulatório que acompanhe as transformações nos modelos de negócios, que acolha com rapidez e eficiência as iniciativas de empreendedores, com segurança jurídica, agilidade de processos e farta força de trabalho
de alto desempenho. Assim, o Recife deve atrair e reter talentos, empresas e centros de pesquisas, consolidando nossa posição de capital reinventada, centro de economia, conhecimento e inovação.