Cidade das águas

14/06/2021

Os nossos rios, canais e o mar fazem parte da memória afetiva do Recife, desempenhando um papel fundamental
na formação da cidade e da nossa identidade. Eles constituem, ao mesmo tempo, riquezas e desafios.
A relação da cidade com as águas é o principal ponto de exposição aos impactos relacionados às mudanças climáticas.
As cheias e os deslizamentos, tão recorrentes em um passado recente, têm relação direta com a água. Recife precisa ter sua infraestrutura hídrica transformada. Em vez de representar um risco à população, nossas águas devem ser condutoras transversais de saúde através do abastecimento contínuo e de qualidade, da universalização da coleta e tratamento de esgoto e de um sistema de drenagem que torne a cidade mais resiliente. O projeto Parque Capibaribe, por exemplo, propõe novos padrões de ocupação dos espaços públicos, reconectando suas áreas verdes através de uma rede de caminhos arborizados e do aumento do solo permeável. As águas do Recife constituem um grande parque que reúne, revive e reinventa a cidade.